Última hora

Última hora

Míssil Israelita atinge universidade pro-Hamas

Em leitura:

Míssil Israelita atinge universidade pro-Hamas

Tamanho do texto Aa Aa

Com o prazo de entrega do soldado israelita esgotado, Israel intensifica os ataques a Gaza. Esta noite foram disparados mísseis israelitas sobre uma Universidade Palestiniana pro-Hamas como resposta às tentativas de negociação da Palestina. O braço armado do grupo islamita Hamas, tinha dado a Israel até às 4.00h da manhã de Terça-feria, hora de Lisboa, para libertar prisioneiros Palestinianos em troca do soldado sequestrado.

Os Israelitas já tinham deixado bem claro que não aceitariam trocas de prisioneiros e, como resposta, lançaram a primeira ofensiva na Faixa de Gaza, desde que abandonaram o território no Verão passado.

Se o jovem Gilad Shalit, de 19 anos, não for libertado, Israel ameaça mesmo assassinar líderes do Hamas – o grupo partidário no poder.

Em comunicado, o braço armado do Hamas, as Brigadas Ezzedine Al-Qassam, declarou que “ se o inimigo não aceder ao pedido, o dossier será encerrado e o inimigo terá de assumir as consequências”.

Militares palestinianos fizeram notar que os veículos de guerra israelitas em Gaza, duplicaram desde o sequestro do soldado.

Uma activista deste grupo com ligações ao Hamas foi morta por um raide aéreo Israelita, um pouco antes do bombardeamento à universidade.