Última hora

Última hora

A provocação de Kim Jong Il

Em leitura:

A provocação de Kim Jong Il

Tamanho do texto Aa Aa

A Coreia do Norte disparou durante a noite vários mísseis. Quantos, não há certeza. Os serviços de segurança dos Estados Unidos falam de seis; a Coreia do Sul diz que foram 10.

Segundo fontes norte-americanas, a maioria dos mísseis era do tipo scud, de curto alcance, mas um deles é um taepodong 2, que pode atingir cerca de 4.500 quilómetros, mas que registou uma falha.

Os mísseis cairam todos em pleno mar do Japão e a primeira reacção oficial veio de Tóquio. O chefe de gabinete do primeiro-ministro, Shinzo Abe afirmou: “do ponto de vista da nossa segurança nacional, da paz e segurança na região e da não proliferação de armas de destruição maciça, o lançamento destes mísseis pela Coreia do Norte, apesar dos nossos avisos e de outros países, é um problema grave”.

Camberra e Washington consideram o ensaio provocador. O comando de defesa aeroespacial dos Estados Unidos foi colocado em alerta “Bravo-Plus, um grau acima do chamado nível de ameaça médio.

Há oito anos, a Coreia do Norte desencadeou uma forte crise internacional com o lançamento de um taepodong 1 com alcance de dois mil quilómetros que sobrevoou o Japão e se perdeu no Oceano Pacífico.