Última hora

Última hora

Director da secreta militar italiana preso

Em leitura:

Director da secreta militar italiana preso

Tamanho do texto Aa Aa

Seis pessoas foram presas em Itália, por envolvimento no rapto de um cidadão egípcio, em Fevereiro de 2003.

Entre os detidos, está o número dois dos serviços de informação militar de Itália, Marco Mancini.

Há ainda outro membro do Sismi detido, para além de quatro americanos.

Todos terão colaborado no rapto de Abu Omar, um cidadão egípcio, suspeito de participação em actos terroristas.

Marco Mancini, o mais importante dos detidos, é o director da Pirmeira Divisão do Sismi.

Um dos italianos está em prisão domiciliária.

Dos quatro americanos, três pertencem à CIA e um quatro é discrito como responsável pela base militar americana de Aviano, no norte de Itália.

Existem ainda 22 mandatos de captura, contra cidadãos americanos, relacionados com este caso.Um deles é Robert Lady, antigo funcionário do consulado americano em Milão.

O Tribunal chegou a pedir a detenção e a extradição destes acusados, às autoridades norte-americanas.

Mas o ministro da Justiça do governo de Berlusconi bloqueou o processo