Última hora

Última hora

Nova escalada no conflito israelo-árabe

Em leitura:

Nova escalada no conflito israelo-árabe

Tamanho do texto Aa Aa

O Governo de Israel autorizou o exécito a desenvolver um plano de acções prolongadas, contra as forças do Hamas.

A ordem parece confirmar uma versão palestiana que acusa as forças blindadas de Isarel de uma incursão no Bairro de Charquia, em Beit Anoun.

De acordo com os palestianos, os tanques israelitas avançaram, na última noite, até junto das casas.

Na origem desta escalada está o sequestro do soldado israelita, Gilad Shalit.

O Gabinte do Primeiro-Ministro autorizou mesmo o exército a desenvolver “operações selectivas”, para suster a ofensiva e terminar com os tiros de roquestes, disparados a partir de posições palestinianas.

O exército anunciou, entretanto, a detenção de um activista da Jihad Islâmica que, alegadamente, se preparava para fazer explodir um engenho, numa grande cidade israelita. Trata-se de um jovem de 17 anos.

Suspenso para já está o referendo proposto pelo presidente da Autoridade Palestinana. Mahmoud Abbas espera que o acordo – ainda não assinado – entre o Hammas e o Abbas produza resultados.

Nos territórios árabes prosseguem as manifestações, especialmente críticas para com a Casa Branca e a presença militar norte-americana, no estrangeiro.