Última hora

Última hora

Manifestação na Cidade do México contra os resultados das eleições presidenciais

Em leitura:

Manifestação na Cidade do México contra os resultados das eleições presidenciais

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de cem mil pessoas reuniram-se na principal praça da Cidade do México, respondendo ao apelo de Andrés Manuel Lopez Obrador. O candidato de esquerda, que perdeu as eleições presidenciais de 2 de Julho para o conservador Felipe Calderón por pouco mais de meio ponto percentual, considera que existiram “inúmeras irregularidades” no escrutínio.

Por isso, vai interpor recurso no Tribunal Federal Eleitoral, exigindo uma recontagem voto a voto. Convocou também novas mobilizações, nomeadamente uma “marcha pacífica pela democracia” em direcção à capital mexicana, a realizar na quarta-feira.

Ontem, Obrador explicou os seus objectivos: “Uma nova economia, uma nova forma de fazer política, mais digna. Uma nova convivência social, com menos desigualdades e mais justiça. É este o nosso projecto, aquele que defenderemos perante qualquer circunstância. Este povo necessita de uma verdadeira mudança.”

Obrador rejeitou a proposta de Calderón para integrar um governo de unidade nacional e acusou o presidente Vicente Fox de orquestrar as “irregularidades” no escrutínio. O tribunal eleitoral terá até ao fim de Agosto para analizar as queixas.