Última hora

Última hora

Milutinovic vai alegar no TPI ter sido apenas um "homem de mão" do presidente federal

Em leitura:

Milutinovic vai alegar no TPI ter sido apenas um "homem de mão" do presidente federal

Tamanho do texto Aa Aa

Milan Milutinovic, sempre ao lado de Slobodan Milosevic é a imagem de um homem de regime. No tempo em que Milosevic era presidente da Jugoslávia, Milutinovic era presidente da Sérvia… mas nem os sérvios o levavam a sério, descrevendo-o como um homem que não interferia, nem mesmo no próprio trabalho.

Foi eleito para a presidência da Sérvia em 1997, sucedendo ao seu mentor. Mas nunca teve o seu poder nem o seu peso político.

Só em 1999 saiu da sombra, como representante e fiel aliado de Milosevic em Rambouillet, nas conversações entre Belgrado e os albaneses do Kosovo para resolver o conflito naquela república sérvia. Mas o impasse à mesa das negociações não resolve a crise que só acaba depois de 78 dias de bombardeamentos da NATO.

Milutinovic, sempre de sorriso nos lábios, manteve a posição firme do governo de Belgrado. Foi a ele que a comunidade internacional responsabilizou pelo fracasso das negociações.

Os procuradores do Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia consideram que o antigo presidente da Sérvia é o responsável pelas atrocidades cometidas pelas forças sérvias contra os albaneses do Kosovo, forçando ao êxodo centenas de milhares de pessoas.

Milutinovic argumenta que pouco poder tinha como presidente sérvio. Era apenas o número dois de Belgrado, a seguir a Milosevic mas, legalmente, não era um chefe de Estado pois a Sérvia não era considerada como tal.