Última hora

Última hora

Russos abatem Inimigo Público n° 1

Em leitura:

Russos abatem Inimigo Público n° 1

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe de guerra checheno Chamil Basaiev foi abatido. A morte do homem mais procurado da Rússia ocorreu na noite de domingo para segunda-feira durante uma operação das forças especiais na Ingúchia, no Cáucaso russo. Chamil Basaiev tinha 41 anos e era o mais duro dos chefes de guerra chechenos. O anúncio foi efectuado pelo director dos serviços secretos, Nicolai Patruchev, durante uma reunião com o presidente Vladimir Putin.

O líder independentista foi vítima do rebentamento de um camião carregado de explosivos quando circulava perto da localidade de Ekazhevo. Basaiev seguia numa viatura ligeira junto ao veículo pesado. Na explosão terão morrido dez combatentes mas os corpos foram quase todos desintegrados. Apenas quatro cadáveres foram recuperados. Basaiev foi identificado a partir de fragmentos do seu corpo, indicaram os serviços secretos.

Segundo o director do FSB, o líder rebelde foi abatido quando preparava um atentado na Ingúchia, república vizinha da Chechénia. Um ataque que deveria coincidir com a reunião do G8 que se realiza no final da semana em São Petersburgo, na Rússia.

Vladimir Putin comentou a morte de Chamil Basaiev qualifiquando-a de castigo merecido pelo ataque de Beslan e outras atrocidades.

De momento, a guerrilha independentista chechena abstem-se de efectuar qualquer comentário, pode ler-se no site da internet utilizado pelos rebeldes.

O nome de Basaiev está ligado aos atentados terroristas realizados em solo russo nos últimos anos.