Última hora

Última hora

Massacre recordado 11 anos depois

Em leitura:

Massacre recordado 11 anos depois

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de trinta mil pessoas assinalaram esta terça-feira o 11º aniversário do massacre de Srebrenica. A cerimónia decorreu no cemitério de Potocari, onde desde 2003 está situado o monumento em memória das vítimas.

Durante o serviço religioso, foram sepultadas 505 vítimas do massacre, cujos restos mortais foram recuperados em algumas das 60 valas comuns descobertas até ao momento.

Em 1995, as forças sérvias da Bósnia procederam em Srebrenica à eliminação sistemática de oito mil homens muçulmanos, com idades compreendidas entre os 15 e os 80 anos.

A procuradora do TPI, Carla del Ponte, marcou presença em Srebrenica. No ano passado, Del Ponte boicotou a cerimónia devido aos principais responsáveis do massacre permanecerem em fuga.
Ratko Mladic e Radovan Karadzic, os orquestradores da matança, continuam a monte, presumivelmente protegidos pelas altas esferas do poder sérvio.

Onze anos depois, o Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia apenas julgou 6 dos 19 arguidos no processo de genocídio. O massacre de Srebrenica é o pior ocorrido na Europa desde o fim da Segunda Guerra Mundial em 1945.