Última hora

Última hora

Ataques na Índia semeiam vítimas

Em leitura:

Ataques na Índia semeiam vítimas

Tamanho do texto Aa Aa

Os atentados de ontem nos comboios em Bombaim, na Índia, continuam a somar vítimas. O último balanço conta perto de 200 mortos e quase 500 feridos. A polícia registou sete explosões quase em simultâneo em Bombaim e nos arredores em plena hora de ponta, entre as 18.24 e as 18.50, cerca da uma da tarde em Lisboa. Alguns explosivos deflagraram em carruagens de primeira classe de comboios suburbanos. Ao todo cinco composições e duas gares foram atingidos.

O Governo indiano colocou imediatamente as forças de segurança em estado de alerta máximo, especialmente em Nova Deli, onde foram feitas barreiras com controlos apertados em pontos sensíveis como nos transportes públicos. No momento da deflagração gerou-se o pânico entre os passageiros que correram para as gares descontrolados. Entretanto, o Primeiro-Ministro indiano, Manmohan Singh, apelou à população para “manter a calma, ignorar rumores e continuar normalmente com as suas rotinas”. O chefe do executivo classificou de “vergonhoso” o acto terrorista.

A autoria dos rebentamentos ainda não foi reivindicada, mas as suspeitas caem sobre militantes muçulmanos que já foram responsabilizados por vários ataques na Índia no passado.