Última hora

Última hora

Israel e Hezbollah entre ataques e ameaças

Em leitura:

Israel e Hezbollah entre ataques e ameaças

Tamanho do texto Aa Aa

A escalada de violência atinge o auge com a troca incessante de ameaças entre Israel e Hezbollah. Se o movimento xiita libanês continuar a lançar rockets contra território israelita, o governo hebraico ameaça atacar Beirute. O Hezbollah riposta, também pela via das ameaças, e diz que se a capital libanesa for atingida será bombardeada então a cidade israelita de Haifa.

O Hezbollah intensificou esta quinta-feira os ataques com rockets Katiusha contra 20 localidades do Norte de Israel. Nahariya é a mais atingida, obrigando as autoridades a evacuar a cidade. Também Safed, mais a leste e a 20 quilómetros da fronteira, sofre os ataques.

A guerrilha libanesa diz ter destruído ainda alvos militares. No total, segundo fontes israelitas, terão sido disparados pelo Hezbollah seis dezenas de projécteis só esta quinta-feira.

A população da zona vive desde ontem em pânico e refugia-se nos abrigos, o tempo que for necessário. Os que se encontram de visita ou em férias procuram abandonar rapidamente a região.

Estes são os piores confrontos na fronteira israelo-libanesa desde 1996 e, desde ontem, fizeram, em Israel, pelo menos um morto e cerca de 90 feridos civis. Israel perdeu também oito militares.