Última hora

Última hora

Haifa palco do pior ataque do Hezbollah contra Israel da última década

Em leitura:

Haifa palco do pior ataque do Hezbollah contra Israel da última década

Tamanho do texto Aa Aa

Para Israel, o Hezbollah passou a linha vermelha com o novo ataque a Haifa. Pelo menos 15 mísseis da guerrilha libanesa abateram-se sobre a terceira maior cidade israelita, matando pelo menos oito pessoas e ferindo dezenas. A maioria das vítimas mortais registou-se numa estação ferroviária.

O primeiro ataque a Haifa não fez vítimas. Agora as pessoas apressaram-se a fugir para abrigos ou para longe do aglomerado populacional. As lojas estão fechadas, a cidade está quase paralisada e procede-se à evacuação dos produtos químicos armazenados da zona, o maior centro petroquímico do país.

Shaul Mofaz, actual ministro dos Transportes, visitou os locais atingidos e as autoridades aumentaram o nível de alerta desde o Líbano até Telavive, a 130 quilómetros a Sul da fronteira. A medida é preventiva, pois receia-se que o Hezbollah tenha meios para um ataque de amplo alcance.

Em cinco dias, o Hezbollah matou pelo menos 12 civis israelitas. Este foi o pior ataque do movimento xiita dos últimos dez anos. Os analistas afirmam que Israel poderá retaliar com uma incursão terrestre no Sul do Líbano, depois de ter apelado ao êxodo da população da zona.