Última hora

Última hora

Exército libanês vai responder aos ataques israelitas

Em leitura:

Exército libanês vai responder aos ataques israelitas

Tamanho do texto Aa Aa

O governo libanês deu ordens ao exército para responder aos ataques israelitas. A decisão foi tomada pelo executivo de Beirute após várias horas de reunião do conselho de ministros. O ministro da Informação, Gazi Aridi, referiu que “o exército tem o direito de se defender” e que não existe para já em cima da mesa uma proposta de cessar-fogo com Israel.

Aos jornalistas o presidente libanês Émile Lahoud disse que “o que se pede da comunidade internacional é que trabalhe num acordo de cessar-fogo.”

Lahoud visitou durante o dia as ruínas da caserna do exército libanês situada no norte de Beirute, não muito longe do palácio presidencial de Baabda e do Ministério da Defesa, bombardeada várias vezes durante a noite de segunda para terça-feira pela força aérea israelita. O exército libanês conta com um total de 70 mil homens, mas é menos potente do que o Hezbollah e incapaz de garantir a segurança da fronteira com Israel.