Última hora

Última hora

Tsunami ao largo de Java fez mais de 340 mortos

Em leitura:

Tsunami ao largo de Java fez mais de 340 mortos

Tamanho do texto Aa Aa

A estância turística de Pangandaran é a imagem da devastação. A costa meridional da ilha indonésia de Java foi atingida ontem por um tsunami que fez pelo menos 340 mortos e centenas de feridos.

Vagas de cinco metros arrasaram locais turísticos e aldeias de pescadores.

Mil e quinhentos socorristas foram destacados para a recuperação de cadáveres e resgate de feridos. Entre as vítimas mortais estão pelo menos seis estrangeiros. Mais de 200 pessoas estão desaparecidas.

Uma equipa da Acção contra a Fome avalia no terreno as necessidades humanitárias. O Programa Alimentar Mundial da ONU anunciou o envio de uma primeira ajuda para a região.

O tsunami, que deixou mais de 50 mil pessoas desalojadas, resultou de um sismo de 7,7 graus na escala de Richter com epicentro no Oceano Indico, a 350 quilómetros de Jacarta.

Sem pré-aviso, milhares de indonésios e turistas foram apanhados de surpresa pelas águas. Um cidadão belga diz que “foi arrastado e ferido por muitos destroços que havia na água”. Pensou “que era o fim, que ía morrer afogado mas a um dado momento a parede ruiu e a água expulsou-o para fora (da casa onde se encontrava)”.

As imagens de destruição trazem à memória a tragédia do terramoto perto da cidade de Yogyakarta, que fez mais de 5.700 mortos em Maio, e do bastante mais devastador tsunami de 26 de Dezembro de 2004, no qual morreram 220 mil pessoas, 170 mil das quais na Indonésia.