Última hora

Última hora

Final feliz para os imigrantes e os pescadores espanhóis que os descobriram ao largo de Malta

Em leitura:

Final feliz para os imigrantes e os pescadores espanhóis que os descobriram ao largo de Malta

Tamanho do texto Aa Aa

Terminou bem a história dos imigrantes ilegais descobertos à deriva, a semana passada por um pesqueiro espanhol ao largo de Malta. O caso tornou-se emblemático do dilema que a Europa vive com a imigração, mas tudo acabou bem com os pescadores espanhóis a regressarem a casa com estatuto de heróis, como o comprova a medalha de mérito que vão receber, a que se junta uma indemnização pela semana de trabalho perdida.

Os marinheiros passaram os últimos dias ao largo de Malta, aguardando por autorização para atracar no porto da ilha. Uma autorização que só chegou sexta-feira depois de muito trabalho de diplomacia das autoridades espanholas.

Apesar da morosidade do procedimento que os obrigou a passar uma semana em condições precárias, os pescadores estavam orgulhosos da atitude que tiveram e agora só querem terminar a faina e “regressar a Espanha de cabeça bem erguida”

Quanto à meia centena de imigrantes, na sua maioria originários da Eritreia, vão ser distribuídos por Itália, Malta, Espanha e Andorra. A única nota menos feliz tem a ver com o cozinheiro da embarcação que depois de uma semana a fazer comida para mais 51 pessoas do que o normal acabou por ter de ser hospitalizado.