Última hora

Última hora

Diplomacia prossegue em várias frentes

Em leitura:

Diplomacia prossegue em várias frentes

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar da divisão em torno de um cessar-fogo imediato, os esforços diplomáticos para resolver a crise no Médio Oriente prosseguem em várias frentes. O secretário da ONU para os assuntos humanitários chegou esta manhã a Beirute. Jan Egeland visitou os sectores devastados da capital libanesa e lançou um apelo a favor do meio milhão de pessoas deslocadas devido aos bombardeamentos israelitas.

«Não há uma solução militar para o conflito, a solução só pode ser política. Nos próximos dias, uma frota da ONU vai chegar ao país. Os barcos trazem mantimentos para a população civil mas é preciso que nos dêem acesso. Neste momento não conseguimos aceder aos locais» disse o responsável das Nações Unidas.

Mas poucos acreditam que os esforços diplomáticos dêem frutos imediatos. A imprensa israelita diz que Washington deu luz verde a Israel para continuar os ataques contra o Hezbollah até ao próximo Domingo. Mesmo assim, a diplomacia francesa mantém o apelo ao cessar-fogo. Em visita a Haifa, uma das cidades do norte de Israel mais fustigadas pelos rockets do Hezbollah, o ministro dos negócios estrangeiros da França pôs a tónica nas vítimas do conflito.

Philippe Douste-Blazzy pediu ainda à aplicação da resolução 1559 do conselho de segurança da ONU que apela à retirada das forças estrangeiras do Líbano e ao desarmamento de todas as milícias. O ministro da defesa israelita, Amir Peretz, afirmou que Israel está disposto a aceitar uma força de manutenção da paz da NATO no sul do Líbano mas não mencionou um prazo para este processo.