Última hora

Em leitura:

Novos ataques ao Líbano durante a noite


mundo

Novos ataques ao Líbano durante a noite

A ofensiva israelita no Líbano não diminui de intensidade e tudo aponta para o contrário. Durante a noite as bombas caíram em localidades como a cidade costeira de Saida, mas também sobre os bairros sul de Beirute, as cidades de Baalbeck, no leste, e muitas outras no sul do país. Contam-se pelo menos cinco feridos, após um dia em que morreram cinco civis e dois combatentes do Hezbollah. Os raides da noite visaram sobretudo edifícios da guerrilha xiita libanesa. Por exemplo, o primeiro ataque contra Saida foi um centro religioso do hezbollah, mas os alvos civis continuam a não escapar aos tiros israelitas. Ontem, a aviação hebraica acentuou o isolamento do Líbano com a destruição de antenas de televisão, rádio e telemóveis, porém a televisão do Hezbollah continua a emitir.

O raide fez um morto e dois feridos, dois franceses que se encontravam no mosteiro vizinho. Uma das freiras conta que em quinze anos que ali vive é a primiera vez que acontece e agradece a Deus por só haver dois feridos tendo em conta que no edifício estava uma centena de pessoas.

Israel, que pensa continuar a ofensiva por mais uma semana, segundo informações do jornal Haaretz, apelou à fuga das populações de aldeias junto à fronteira, fazendo temer uma incursão terrestre em larga escala. O Tsahal desmente e prefere continuar com as incursões. Este sábado, após os primeiros combates de rua, as tropas hebraicas conseguiram o controlo da aldeia libanesa de Maroun Al-ras. Um ponto estratégico a escasso cinco quilómetros da fronteira.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Hezbollah expulso de Maroun al-Ras