Última hora

Última hora

Diplomacia internacional mobilizada para dar resposta à crise no Médio Oriente

Em leitura:

Diplomacia internacional mobilizada para dar resposta à crise no Médio Oriente

Tamanho do texto Aa Aa

A crise israelo-libanesa continua à espera de um acordo para o cessar-fogo. A secretária de estado norte-americana, Condoleezza Rice, esteve hoje em Jerusalém depois de uma visita a Beirute. Após o encontro com as duas partes do conflito, as esperanças centram-se agora na conferência internacional sobre o Líbano amanhã em Roma.

O primeiro-ministro israelita, Ehud Olmert, manteve hoje a posição de Israel reforçando que o Estado vai “continuar a luta contra o Hezbollah”, “sem hesitar tomar as medidas mais severas” contra aqueles que, segundo o Chefe do Executivo, “continuam a bombardear civis inocentes com o único propósito de os matar”.

Rice, que tinha assumido ontem a urgência das tréguas, disse hoje querer uma paz sustentável na região o que implica uma “mudança global” no Médio Oriente. O objectivo do encontro de amanhã que reunirá os Estados Unidos, a ONU, a União Europeia e ainda os principais países europeus, é discutir as bases para um cessar-fogo.

De acordo com uma fonte governamental, o primeiro-ministro libanês, Fouad Siniora, também estará presente neste primeiro encontro geral da diplomacia. O secretário-geral da ONU, Kofi Annan, já tinha informado ontem que vai apelar ao cessar-fogo e à criação de uma força internacional no sul do Líbano. As conversações começam na manhã desta quarta-feira.