Última hora

Última hora

Países europeus dispostos a enviar força de paz para o Líbano

Em leitura:

Países europeus dispostos a enviar força de paz para o Líbano

Tamanho do texto Aa Aa

Vários países europeus discutem o eventual envio de uma força de manutenção de paz para o Sul do Líbano. A questão foi abordada pelos ministros da Defesa, que se reuniram, esta terça-feira, numa localidade polaca. França, Itália ou Turquia, por exemplo, dizem-se dispostas a participar numa força de paz, sob a égide da ONU e sob certas condições, como o cessar-fogo e o desarmamento do Hezbollah.

Quanto a Israel, explica o analista Fraser Cameron, do European Policy Center, “mudou de atitude em relação à União Europeia. Há alguns anos tinha uma certa desconfiança. Mas a missão de observação da UE na fronteira de Rafah, entre o Egipto e Gaza, provou que é uma força objectiva na região. Penso que, agora,” diz, “Israel confia na União Europeia para desempenhar um papel na segurança da região.”

Um papel que, para já, e ao contrário da força europeia no Congo, não está ainda definido. No entanto, vários diplomatas defendem que um papel que a força europeia não deve ter é o de responsável pelo desarmamento do Hezbollah.