Última hora

Em leitura:

Lucros da PSA caem para metade


empresas

Lucros da PSA caem para metade

A PSA Peugeot-Citroen registou um resultado líquido de 303 milhões de euros no primeiro semestre, menos de metade dos 752 milhões apresentados no mesmo período de 2005. De acordo com o grupo francês, este resultado deve-se em grande parte à subida do preço das matérias-primas na divisão automóvel, muito superior ao previsto, factor que terá um impacto mais acentuado na segunda metade do ano.

Entre Janeiro e Junho, o construtor automóvel venceu 1,23 milhões de carros, o que constitui uma fatia de mercado na Europa de 14 por cento. A margem operacional ficou nos 691 milhões de euros, contra 1,3 mil milhões verificados entre Janeiro e Junho de 2005.

Aos maus resultados deste primeiro semestre não está alheio o apelo ao boicote à compra de carros do fabricante francês na Grã-Bretanha devido ao encerramento da fábrica de Ryton, em Coventry. O custo desta operação está para já estimado em 227 milhões de euros.

A PSA Peugeot-Citroen anunciou esta quarta-feira que não vai fechar mais fábricas e reviu em baixa as expectativas de rentabilidade para o segundo semestre. O grupo calcula que a subida no preço das matérias-primas vai ter um impacto negativo de 250 milhões de euros. No entanto, espera aumentar o número de veículos vendidos na Europa ocidental.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

empresas

BP factura dois milhões por hora