Última hora

Última hora

Greve em El Prat bloqueia cem mil passageiros

Em leitura:

Greve em El Prat bloqueia cem mil passageiros

Tamanho do texto Aa Aa

O aeroporto de El Prat em Barcelona continuava este sábado a sofrer os efeitos da greve espontânea ontem iniciada pelo pessoal de terra da Ibéria. Segundo a imprensa espanhola, cem mil passageiros foram afectados pela paralisação que obrigou ao cancelamento de mais de 500 voos.

Muitos dos viajantes afectados foram forçados a passar a noite no terminal do aeroporto catalão.

“Vi uma batalha campal na pista, a guarda civil carregou sobre os passageiros e depois contra os trabalhadores que furaram um pneu de avião. É uma vergonha”, diz um passageiro.

“Estamos aqui desde as sete da manhã. Dizem-nos para subir, para descer; nas informações não nos sabem dizer nada. É uma confusão”, desabafa uma inquirida.

Os funcionários da Ibéria em Barcelona rejeitam que a AENA, o organismo que gere os aeroportos espanhóis, retire à companhia a concessão do serviço de terra a passageiros e esgrimem o argumento nacionalista.

“Duas mil famílias ficam na rua. E se na Seat, na Braun e nas outras empresas que há aqui, são catalães, nós também.”

Hoje a meio da tarde, após uma reunião entre a AENA, a Ibéria e os sindicatos, um acordo de princípio foi estabelecido para que a companhia mantivesse o serviço aos seus próprios aviões e, eventualmente, a outras transportadoras do grupo.