Última hora

Última hora

Irão rejeita ultimato da ONU

Em leitura:

Irão rejeita ultimato da ONU

Tamanho do texto Aa Aa

A ONU lançou um ultimato ao Irão. O Conselho de Segurança das Nações Unidas deu um mês ao regime de Teerão para colocar um ponto final às actividade de enriquecimento de Urânio. A resolução 1696 recebeu 14 votos favoráveis. Apenas o Qatar, que é o único país árabe membro deste orgão da ONU, votou contra.

Se até ao dia 31 de Agosto o Irão não cumprir com as suas obrigações arrisca-se a ser alvo de sanções. O texto foi negociado entre os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança mais a Alemanha, apesar de não pertencer a esta estrutura. O Irão reagiu imediatamente e rejeitou o ultimato pois considera que o texto não tem base legal, já que o programa nuclear iraniano se destina a fins pacíficos.

O voto em Nova Iorque decorre um dia depois do presidente Mahmoud Ahmedinejad ter ligado a questão nuclear à ofensiva israelita. Para o chefe de Estado iraniano a resposta à proposta das grandes potências de “incentivos e sanções” vai depender da evolução dos acontecimentos no Líbano e na Palestina. Entretanto, Teerão foi esta segunda-feira palco de uma manifestação de apoio às populações libanesa e palestiniana. Dois milhares de crianças e mulheres clamando pela “morte de Israel”.