Última hora

Última hora

Eurotunnel assegura sobrevivência

Em leitura:

Eurotunnel assegura sobrevivência

Tamanho do texto Aa Aa

A Eurotunnel tem a sobrevivência assegurada, pelo menos por enquanto. O tribunal de Comércio de Paris deu luz verde ao procedimento de salvaguarda, que permite à empresa anglo-francesa, operadora do túnel do Canal da Mancha, continuar o plano de reestruturação da dívida e suspender, durante seis meses, os pagamentos aos credores. O presidente executivo Jacques Gounon promete continuar o que tem feito até agora: “As negociações que conduzi, e espero retomar em breve, devem ter como resultado, a muito curto prazo, uma proposta satisfatória que vai ser apresentada ao tribunal”.

A Eurotunnel deve um total de nove mil milhões de euros aos credores. As receitas anuais de 2005 cifraram-se em 793 milhões de euros. 70% do capital pertence a pequenos accionistas e 24% aos investidores institucionais. Com o plano de reestruturação, a Eurotunnel espera assegurar a sobrevivência e reduzir a dívida para menos de metade. Para isso, os administradores têem tido reuniões com os representantes dos credores. Uma das principais instituições a quem a empresa deve dinheiro é o Deutsche Bank. Esta quarta-feira, pouco antes da decisão do tribunal, Gounon esteve reunido com responsáveis do banco alemão.