Última hora

Última hora

Havana procura acalmar a ansiedade do povo

Em leitura:

Havana procura acalmar a ansiedade do povo

Tamanho do texto Aa Aa

O regime cubano tenta pôr cobro às especulações em torno do estado de saúde de Fidel Castro. De acordo com a imprensa oficial, o próprio terá emitido um comunicado indicando que “se encontra bem”, que a sua “situação clínica é estável e que vão ainda passar muitos dias antes que possa ser avançado um diagnóstico”. A declaração foi lida na televisão estatal esta quarta-feira.

Nas ruas os cubanos manifestam o seu optimismo quando interrogados sobre a questão. A esperança no restabelecimento do grande líder está na boca de todos. “Claro que esta carta nos deixa descansados. Temos bastante fé no poder divino, Deus vai curá-lo porque ele é o nosso guia, é o nosso pai.”

“A revolução tem de continuar. Seja como for a revolução vai continuar com ou sem Fidel. Ele é o nosso líder mas há muitos líderes como o seu irmão Raul.” A transferência provisória do poder é um facto inédito no regime comunista de Cuba. Apesar de discreta nota-se um acréscimo da presença policial nas ruas e várias unidades militares e anti-motim encontram-se em alerta. De referir que 70 por cento dos cubanos nasceram depois da revolução de 1959.