Última hora

Última hora

Israel passa à estratégia homem por homem

Em leitura:

Israel passa à estratégia homem por homem

Tamanho do texto Aa Aa

A operação desencadeada durante a noite neste hospital do Hezbollah, em Baalbeck, obedece a uma estratégia de troca de prisioneiros. As forças israelitas terão capturado cinco militantes xiitas para utilizarem como moeda de troca para os seus soldados caputrados pelas mílícias libanesas.

Esta foi a acção mais profunda em território libanês – 85 quilómetros a nordeste de Beirute – e terá custado a vida a pelo menos 16 civis. Segundo testemunhas, a operação começou pouco depois da meia-noite e os confrontos duraram quatro horas.

Apanhada no meio do fogo cruzado, uma família de beduínos que tentou fugir acabou por ser abatida. Em conferência de imprensa, o general Dan Haluz explicou: “o objectivo da missão era entrar naquilo a que o Hezbollah chama um hospital, no qual pensámos que encotraríamos material e documentos secretos”.

Segundo o comando israelita, foram capturados na operação nocturna cinco membros do Hezbollah e abatidos cerca de uma dezena. Mas o braço armado do Partido de Deus desmente as capturas, embora o tsahal tenha fornecido a identidade dos cinco homens que terá capturado.