Última hora

Última hora

Roquetes aproximam-se de Telavive

Em leitura:

Roquetes aproximam-se de Telavive

Tamanho do texto Aa Aa

Novo ataque maciço com roquetes sobre Israel. Perto de uma centena de foguetes lançados pela milícia xiita libanesa atingiram várias localidades do norte do país, fazendo pelo menos um morto e 14 feridos. Alguns projécteis atingiram as proximidades da localidade de Beit Shean que se situa a mais de sessenta quilómetros da fronteira libanesa. Esta é a primeira vez que os tiros do Hezbollah atingiram alvos tão distantes. Telavive já esteve mais longe do alcance dos mísseis inimigos.

Nos dois dias precedentes o Hezbollah disparou apenas uma dezena de roquetes. Uma acalmia que levou o primeiro-ministro israelita a declarar hoje, antes da saraivada de projécteis, que a milícia islamita tinha sido largamente desarmada como consequência das operações militares. Ehud Olmert explicou ainda que o Estado Hebreu “apenas vai parar os combates quando estiver presente no sul do Líbano uma força internacional.” E explica que “não se pode parar antes porque se não existir uma força internacional efectiva e robusta, o Hezbollah vai lá estar e Israel não terá alcançado nada.”

O chefe do executivo salientou ainda que a libertação dos dois soldados capturados pelo Hezbollah é inegociável pelo que uma troca de prisioneiros está completamente posta de parte.