Última hora

Última hora

Inquérito nega responsabilidade de Israel no ataque de Canaã

Em leitura:

Inquérito nega responsabilidade de Israel no ataque de Canaã

Tamanho do texto Aa Aa

O exército israelita ignorava a presença de civis no edifício bombardeado no passado domingo, em Canaã. Esta é a conclusão do inquérito realizado por investigadores israelitas e entregue esta manhã ao ministro da Defesa, Amir Peretz.

De acordo com o documento, o tsahal agiu na base de informações segundo as quais o edifício servia de esconderijo a elementos do Hezbollah, acrescentando que a população do sector tinha sido advertida da iminência do ataque e aconselhada a ficar em casa.

O governo do Estado hebraico sublinha que a guerrilha xiita “utiliza civis como escudos humanos”.

Entretanto o balanço das vítimas foi revisto em baixa. Segundo a ONG Human Rights Watch, 28 pessoas morreram, entre as quais 16 crianças e há 13 desaparecidos.

Para o Líbano este relatório é dificil de aceitar. O ministro dos Negócios Estrangeiros, Tarek Mitri, pediu ao Conselho de Segurança da ONU a abertura de um inquérito internacional.