Última hora

Última hora

Taxas de juro sobem em todo o mundo

Em leitura:

Taxas de juro sobem em todo o mundo

Tamanho do texto Aa Aa

Esta quinta-feira, não foi só o Banco Central Europeu a subir a taxa de juro directora. Na Grã-Bretanha, o dinheiro está também mais caro, com o Banco de Inglaterra a subir a taxa directora dos 4,5% para os 4,75%. A tendência repete-se um pouco por todo o mundo, com a maioria dos bancos centrais a decidirem-se por subidas nos juros, depois dos cortes do início da década.

Nos Estados Unidos, a Reserva Federal vai já em 17 aumentos consecutivos e pode repetir a dose na próxima semana, embora muitos acreditem que é altura de fazer uma pausa. A taxa está actualmente nos 5,25%.

Os Estados Unidos têm, aliás, a taxa de juro mais alta entre as maiores economias mundiais. A Zona Euro e a Grã-Bretanha começam a aproximar-se, com as novas subidas. Só no Japão o preço do dinheiro continua muito baixo, para combater a queda nos preços.

Os analistas acreditam que, na Zona Euro, a taxa de referência possa subir para os 3,5% até ao final do ano, mas há riscos para o crescimento económico, agravados por factores como a prevista subida do IVA na Alemanha.

Com os juros mais altos, as pessoas pedem menos crédito aos bancos e consomem menos, o que pode travar o ritmo de subida dos preços.

O petróleo e, consequentemente, os combustíveis, estão a puxar a inflação. Para os bancos centrais, uma taxa de juro mais alta significa um travão a esta tendência.