Última hora

Última hora

Imagens de crimes de guerra nos Balcãs originam mais inquéritos no TPI

Em leitura:

Imagens de crimes de guerra nos Balcãs originam mais inquéritos no TPI

Tamanho do texto Aa Aa

A divulgação destas imagens provocou a abertura de mais inquéritos no TPI sobre os crimes de guerra cometidos no conflito dos Balkans entre 1991 e 1995. A televisão de Belgrado B92 mostrou um vídeo amador que foi antes recebido pelos procuradores bósnios e croatas do Tribunal Penal internacional em que se vêem soldados croatas e bósnios a queimar casas e a matar um sérvio que se tinha rendido e estava de mãos no ar. O homem que dá ordens é Atif Dudakovic que aqui manda os militares queimarem as habitações junto à zona de Petrovac. O mesmo vídeo mostra também vários cadáveres espalhados pelo solo.

As autoridades croatas negaram qualquer envolvimento e sugeriram que se tratou de uma operação de uma unidade da Bósnia-Herzgovina. Já o presidente sérvio Boris Tadic disse publicamente que o governo croata devia dar maior prioridade à punição dos crimes de guerra.

Ao que tudo indica, terá sido uma incursão realizada no âmbito da operação Tempestade para recuperar parte do território invadido por rebeldes sérvios. A operação Tempestade foi chefiada pelo General Ante Gotovina, acusado em 2001 de crimes de guerra e crimes contra a humanidade pelo Tribunal Penal Internacional. Gotovina foi capturado em Dezembro do ano passado.