Última hora

Última hora

Israel debate amanhã alargamento da ofensiva

Em leitura:

Israel debate amanhã alargamento da ofensiva

Tamanho do texto Aa Aa

O Sul do Líbano continua a ser palco de violentos confrontos entre o Tsahal e o Hezbollah, enquanto mais tanques israelitas atravessam a fronteira em direcção ao País do Cedro. Soldados hebreus combatem milícias do movimento xiita libanês em várias frentes, nomeadamente na aldeia de Debel, perto de Bint Jbail, bastião do Hezbollah. Israel não dá sinais de aliviar a ofensiva. O ministro da Defesa Amir Peretz sugeriu uma expansão das operações terrestres, embora hoje o primeiro ministro israelita tenha dito que ainda não recebeu planos nesse sentido. Ehud Olmert disse que amanhã será debatido um eventual alargamento da ofensiva.

O Tsahal ocupa já uma zona de 6 a 8 quilómetros ao Norte da fronteira. O ministro israelita sem pasta Eytan Cabel estima necessária “uma ocupação de três semanas” e o que classifica de “limpeza da região para diminuir significativamente os lançamentos de rockets do Hezbollah”.

O conflito já custou a vida a mais de mil libaneses, na maioria civis, e a uma centena de israelitas. Ontem foi um dia particularmente mortífero no Líbano. Os bombardementos mataram 62 pessoas, 13 das quais num raide que destruiu completamente um edifício no Sul de Beirute. Mais de 20 pessoas continuam soterradas entre os escombros.