Última hora

Última hora

Tiro, uma cidade isolada pelo conflito no Líbano

Em leitura:

Tiro, uma cidade isolada pelo conflito no Líbano

Tamanho do texto Aa Aa

Uma cidade deserta e cortada do resto do país. Nos arredores de Tiro, no Sul do Líbano, os bombardeamentos israelitas marcaram, até esta manhã, o quotidiano. Esta cidade portuária está agora completamente isolada, depois de ontem o Tsahal ter destruído a última ponte de ligação.

A maioria dos cerca de 100 mil habitantes fugiu da cidade. As ruas estão vazias, sob a ameaça israelita de atacar todas as viaturas em movimento. Para os poucos que ficaram para trás, as perspectivas são bastante negativas. Faltam alimentos e as escassas ajudas são repartidas com as 57 aldeias que rodeiam Tiro.

Refugiado em casa de uma filha e impossibilitado de abandonar a cidade, o casal Dhair acompanha na televisão a evolução de um conflito que trás à memória os tempos de caos da invasão israelita de 1982. Tamam afirma que “não tem medo, mas está preocupada com as crianças que não estão habituadas aos bombardeamentos”.

O marido, Hussein, diz apenas que “se Israel os deixasse em paz, poderiam viver em paz com os israelitas”. Capacetes azuis das Nações Unidas pretendem reparar uma ponte sobre o rio Litani para poder aliviar quem ainda continua em Tiro, mas esperam uma garantia de que não serão visados por Israel.