Última hora

Última hora

Projecto de resolução vai ser alterado mas negociações atrasam votação na ONU

Em leitura:

Projecto de resolução vai ser alterado mas negociações atrasam votação na ONU

Tamanho do texto Aa Aa

O prolongamento das negociações para a introdução de mudanças atrasa a voto de uma resolução sobre o Líbano no Conselho de Segurança da ONU. A França, co-autora do actual texto junto com os Estados Unidos, espera um voto ainda esta semana mas o embaixador francês, Jean-Marc de La Sablière, garante que o seu “objectivo é introduzir as ideias propostas nos últimos dias”, numa referência às exigências do Líbano.

Beirute exige um apelo a um cessar-fogo imediato e a retirada das tropas israelitas, incluindo das Quintas de Chebaa, está disposta a mobilizar 15 mil soldados para o Sul do país e a aceitar uma força internacional mas com mandato reduzido.

A posição libanesa é defendida pelos países árabes e é essa a missão da equipa liderada pelo secretário-geral da Liga Árabe, Amr Moussa, presente em Nova Iorque.

Amr Moussa diz que “ninguém na região acredita em Israel, que face à situação é melhor ter um cessar-fogo imediato e o mais depressa possível” e considera que “o Conselho de Segurança da ONU deve fazer face às suas responsabilidades”.

As negociações entre os membros do Conselho de Segurança prosseguem hoje.

Ao mesmo tempo, a Venezuela afirma que vai cortar provavelmente as relações com Israel em sinal de protesto. Os dois países já fizeram regressar a casa os seus embaixadores.