Última hora

Última hora

Milhares de deslocados libaneses começam a regressar após o cessar-fogo

Em leitura:

Milhares de deslocados libaneses começam a regressar após o cessar-fogo

Tamanho do texto Aa Aa

Poucas horas bastaram para que as estradas do Sul do Líbano ficassem completamente engarrafadas. O cessar-fogo entre Israel e o Líbano entrou em vigor às seis da manhã, hora de Lisboa. Uma hora depois, milhares de refugiados libaneses já estavam o caminho de casa, num movimento contrário ao do último mês.

Gestos de vitória e posters do líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah, acompanham os libaneses neste regresso a casa – uma casa que não sabem em que condições está nem sequer se existe… “Regressamos a casa, com a ajuda de Deus”, diz este homem. Para outro, a destruição não importa. “O importante é a vitória”, diz e acrescenta: “Que Deus proteja Nasrallah”. Uma mulher diz-se “satisfeita” por regressar a casa, apesar de “não saber” o que vai encontrar.

As autoridades alertam para os perigos que espreitam os refugiados – como munições perdidas ou bombas de efeito retardado.

Trinta e três dias de bombardeamentos deixaram algumas estradas impraticáveis e agora improvisam-se pontes sobre o rio Litani. Mais de 1000 mortos do lado libanês e 150 do lado israelita é o balanço desta guerra que fez cerca de 900 mil deslocados. O pico dos regressos é esperado dentro de quatro ou cinco dias, quando as pessoas começarem a ter a certeza de que o cessar-fogo veio para ficar.