Última hora

Última hora

ONU nomeia diplomata alemão para chefiar missão no Kosovo

Em leitura:

ONU nomeia diplomata alemão para chefiar missão no Kosovo

Tamanho do texto Aa Aa

Joachim Ruecker de 55 anos vai ser a partir de 1 de Setembro o novo administrador das Nações Unidas para o Kosovo. O diplomata alemão é o sexto homem a ocupar o cargo em sete anos, mas poderá ser o último, uma vez que o estatuto da província deverá ficar decidido este ano.

“Podemos ver no Kosovo um certo número de sinais animadores, nos quais pessoas de diferentes comunidades vivem e trabalham juntas, encontrando soluções práticas e estabelecendo as fundações de um Kosovo multi-étnico”, frisou o novo administrador da MINUK. Ruecker, nomeado na segunda-feira por Kofi Annan como administrador da Missão Interina das Nações Unidas no Kosovo, sucede ao dinamarquês Soren Jessen-Petersen que abandonou o cargo por motivos pessoais.

Como objectivo primordial, o novo administrador estabeleceu o apoio a Martti Ahtisaari, enviado-especial da ONU, responsável pela negociação do estatuto definitivo da província, que está sob administração das Nações Unidas desde 1999.

Anteriormente, Ruecker esteve à frente do programa de reconstrução e desenvolvimento económico do Kosovo, responsável pela privatização de diversas empresas públicas. A nomeação de Joachim Ruecker foi bem recebida pelos dirigentes políticos da maioria albano-kosovar, que corresponde a 90% da população do território.

No entanto, Belgrado e os representantes da minoria sérvia não vêem com bons olhos o novo administrador, que consideram pró-albanês. No que concerne o estatuto definitivo do território, que começou a ser negociado em Fevereiro passado, os albano-kosovares aspiram à independência, hipótese que é também favorecida pela comunidade internacional. Porém, os responsáveis sérvios pretendem no máximo uma autonomia alargada da província face ao poder em Belgrado.