Última hora

Última hora

França quer papel principal na organização da nova UNIFIL

Em leitura:

França quer papel principal na organização da nova UNIFIL

Tamanho do texto Aa Aa

O ministro francês dos negócios estrangeiros, Philippe Douste-Blazy, aterrou esta manhã em Beirute para discutir as condições do desenvolvimento da força da ONU no Líbano. Uma visita que contribui para reforçar a vontade da França em protagonizar um papel central na organização de uma UNIFIL renovada.

Douste-Balzy vai encontrar-se, entre outros responsáveis, com o primeiro-ministro libanês, Fouad Siniora e deverá discutir também a reabertura de portos e aeroportos bem com a distribuição de ajuda humanitária. Os primeiros planos para a organização da força internacional contam inicialmente com o envio de 3.500 soldados que deverão estar no terreno daqui a duas semanas. O papel fulcral da UNIFIL será supervisionar as tréguas precárias entre os beligerantes, assegurando a manutenção da paz.

O exército libanês prevê começar a deslocar homens para o sul do Líbano nos próximos dias, segundo uma fonte militar. No entanto, estes esforços não constituem grande segurança, uma vez que a instituição militar não tem qualquer autoridade a sul do rio Litani, zona controlada pelo Hezbollah desde 1968.

As medidas diplomáticas coincidem também com a retirada parcial israelita do sul do Líbano. No entanto, um responsável do Tsahal disse hoje que Israel está preparado para manter as suas tropas no terreno enquanto a força internacional não chegar, mesmo que demore meses, acrescentou.