Última hora

Última hora

Halutz recusa violação da Lei, oposição israelita pede a demissão do chefe de Estado-Maior do exército

Em leitura:

Halutz recusa violação da Lei, oposição israelita pede a demissão do chefe de Estado-Maior do exército

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe de Estado-Maior do Exército israelita recusa ter infringido a lei ao vender acções poucas horas antes de começar o conflito com o Líbano. 24 horas depois da entrada em vigor do cessar-fogo, o diário israelita Maariv divulgou que Dan Halutz vendeu um pactoe de acções no valor de 30 mil dólares apenas três horas antes do rapto dos dois soldados israelitas.

As acções foram vendidas a bancos e empresas de marketing. O responsável militar, bem como a Autoridade de Segurança israelita, garantem que a legislação não foi infringida. Halutz admitiu a venda das acções mas critica o que chama de carácter malicioso e tendencioso do artigo de jornal, pois a transacção nada tinha a ver com a situação política.

O chefe de Estado maior do exército cehga mesmo a dizer a sua reputação foi manchada por razão nenhuma. A oposição pede já a demissão de Halutz. O responsável pelas froças armadas israelitas é acusado de se ter servido do cargo para obter lucros pessoais antes de começarem tempos difíceis.