Última hora

Última hora

Libaneses entre a esperança e o cépticismo

Em leitura:

Libaneses entre a esperança e o cépticismo

Tamanho do texto Aa Aa

Quatro dias depois do cessar-fogo a entrada das tropas libanesas no sul do Líbano faz as grandes manchetes da imprensa nacional.´Cansado da guerra o país sonha com um futuro de paz e segurança e com um exército forte que proteja a população. “Enviar as tropas libaneses é muito bom para o país, todos gostamos do exército. A resistência fez o seu trabalho mas trouxe também a destruição para todos nós”, diz um libanês.

Entre esperança e incerteza os libanese do sul do país começaram a limpar os escombro e, aos poucos, a vida regressa à sua aparente normalidade, mas a recuperação do sul país pelas tropas governamentais não sossega mesmo assim ,toda a gente:” Aresistência armada do Hezbollah é mais forte do que o exército. O exército não é capaz de nos proteger, se fossem capaz de nos defender eles tinham-se juntado ao grupo para nos ajudar”, refere uma mulher.

Céptcismo justificado pelas perdas humanas e materiais que os bombardeamentos israelitas infligiram à população.
O aeroporto de Beirute, encerrado e bombardeado por Israel, recebeu hoje o primeiro avião, um vôo de passageiros proveniente de Amman.