Última hora

Última hora

Militares libaneses passam o rio Litani para ficarem estacionados no sul do país

Em leitura:

Militares libaneses passam o rio Litani para ficarem estacionados no sul do país

Tamanho do texto Aa Aa

Os primeiros militares libaneses estão a começar a ocupar posições do Hezzbollah no sul do Líbano. A ordem partiu ontem do governo libanês, no âmbito da resolução aprovada pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas para o fim das hostilidades com Israel. O documento prevê que os soldados fiquem estacionados ao longo dos 20 quilómetros entre a fronteira e o rio Litani.

Esperam-se no terreno perto de 15 mil homens, que deverão ser seguidos mais tarde por capacetes azuis que vão incorporar a FINUL, a força de interposição de paz da ONU. A ideia é não haver um homem armado de qualquer movimento paramilitar em toda a região.

Israel deu garantias de cumprir o que foi acordado ao secretário geral da ONU, Kofi Annan. A ministra dos Negócios Estrangeiros Tzipi Livni lembra, no entanto, que vai levar tempo até que a força internacional esteja no terreno e vai levar tempo até que os soldados hebraicos voltem todos para Israel.