Última hora

Última hora

ETA critica interlocutores políticos

Em leitura:

ETA critica interlocutores políticos

Tamanho do texto Aa Aa

O processo de paz no País Basco está “numa situação de crise evidente” devido “à atitude mesquinha dos partido políticos”, afirma a ETA num comunicado publicado hoje no diário independentista Gara. A organização separatista basca acusa o PSOE, no poder em Madrid, e o Partido Nacionalista Basco de Juan José Ibarretxe, que governa o País Basco, de “desvirtuarem e de esvaziarem o conteúdo do processo de paz”. Já o chefe do executivo regional afirma-se interessado em fazer avançar o processo de forma significativa.

O Partido Popular, contrário a qualquer tipo de diálogo com o grupo armado, aproveita a ocasião para atacar o PSOE e o PNV. A dirigente regional do partido de direita diz mesmo que Ibtarretxe está tão obcecado pelo referendo independentista que deixou de se preocupar com a saúde pública ou as infrestruturas regionais.

Recorde-se que a ETA decretou em Março um cessar-fogo permanente e que em Junho o primeiro-ministro Rodriguez Zapatero anunciou a abertura de conversações com a organização terrorista. Uma situação que não impediu a polícia e a Justiça de continuarem a perseguir os etarras.