Última hora

Última hora

Ataques a manifestação religiosa matam 15 peregrinos em Bagdade

Em leitura:

Ataques a manifestação religiosa matam 15 peregrinos em Bagdade

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 15 peregrinos morreram em Bagdade num atentado, na altura das comemorações da morte de um líder espiritual xiita. Estima-se que haja mais de 200 feridos, mas o balanço é ainda provisório.

A polícia já prendeu três homens armados que foram vistos a disparar contra várias pessoas.

A maior parte dos ataques aconteceu quando os fiéis se dirigiam para Kadhimya, segundo disse um porta-voz do ministério da saúde, referindo-se ao local sagrado, a norte da capital, onde se encontra o túmulo do líder religioso. Centenas de milhar de iraquianos fizeram questão de participar no ritual.

A cidade esteve hoje coberta de intensas medidas de segurança que incluíram a interdição de veículos no centro e o estabelecimento de inúmeros postos de segurança pela cidade.

Precauções rigorosas que pretendiam impedir a tragédia das celebrações do ano passado em que morreram quase 1.000 peregrinos xiitas, mas também intensificadas pela onda de violência sem precedentes que assola a cidade desde o início do ano, opondo comunidades xiita e sunita.

Antes do atentado as pessoas não mostraram receio de eventuais confrontos e muitos afirmaram ser uma honra poder assistir à cerimónia de homenagem ao imam Moussa al-Kazim.