Última hora

Última hora

Emigrantes clandestinos arriscam a vida para chegar à Europa

Em leitura:

Emigrantes clandestinos arriscam a vida para chegar à Europa

Tamanho do texto Aa Aa

São já mais de 1000 em três dias os emigrantes ilegais que desembarcaram nas Canárias.

Hoje atracaram no arquipélago espanhol três novas embarcações repletas de clandestinos, depois de nos últimos dois dias ter sido verificada a chegada de nove barcos.

Muitos dos emigrantes chegam agora via Senegal, devido à intensificação do controlo na Mauritânia e em Marrocos. Por esse motivo o chefe do executivo, José Luis Rodriguez Zapatero, anunciou a visita do ministro do interior ao Senegal na segunda-feira para discutir o problema.

Zapatero exigiu ontem na Gran Canária, o envolvimento da União Europeia no combate à imigração ilegal. O governo autónomo do arquipélago denunciou já não ter capacidade para lidar com a quantidade de pessoas que entram na região a este ritmo.

Entretanto ao largo da ilha italiana de Lampeduza, aconteceu hoje um novo naufrágio de uma embarcação clandestina.

As buscas prosseguem para encontrar os 40 corpos desaparecidos no acidente marítimo de ontem, mas sem sucesso.

As autoridades confirmaram que 70 pessoas salvaram-se e 10 perderam a vida.