Última hora

Última hora

Síria na mira de Israel para possível diálogo

Em leitura:

Síria na mira de Israel para possível diálogo

Tamanho do texto Aa Aa

Depois da violação do cessar-fogo, o executivo israelita reuniu-se hoje em Tel Aviv, ao mesmo tempo que surgem notícias de que a ministra dos negócios estrangeiros, Tzipi Livni, criou um grupo de trabalho tendo em vista um eventual diálogo com a Síria.

Israel alegou que os confrontos de ontem tinham como objectivo abortar uma operação de transporte de armamento da Síria destinado ao partido de Deus. O ministro, Isaac Herzog, explicou: “Estamos a certificar-nos que o ponto da resolução relativo ao embargo de armas ao Hezbollah é implementado. É por isso que peço que diferenciem o que aconteceu, daquilo que disse o secretário-geral ontem.”

O responsável referia-se ao discurso do secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, que condenou ontem a acção de Israel acrescentando que o estado hebraico colocou em perigo as frágeis tréguas.

Entretanto as tropas do Tsahal prosseguem a retirada, à medida que vão chegando reforços para compor a força internacional da ONU. Com a Europa a avançar lentamente na contribuição de homens, Israel disse que agiria sozinho, se fosse necessário, para assegurar o embargo.

Durante a operação comando de ontem, o exército atingiu alvos na cidade de Bodai, próxima de Baalbeck, no este do país.