Última hora

Última hora

Tragédia aérea na Ucrânia

Em leitura:

Tragédia aérea na Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades russas e a companhia aérea dizem que não há sobreviventes da queda do avião russo no Leste da Ucrânia.

A bordo do TU-154, da companhia Pulkovo, seguiam dez membros da tripulação e 160 passageiros, incluindo 45 crianças, que regressavam de férias.

O aparelho fazia a ligação entre a estância balnear de Anapa, no Mar Negro, e São Petersburgo.
Despenhou-se a 45 quilómetros da cidade ucraniana de Donetsk depois de ter, ao que tudo indica, tentado uma aterragem de emergência.

As causas da tragédia são desconhecidas, mas Moscovo privilegia a tese do mau tempo. Dois minutos antes de desaparecer dos radares, às 15h37, em Moscovo, o piloto terá lançado um S.O.S. dando conta de fortes turbulências. Mas um responsável ucraniano afirma que o avião estaria em chamas antes de cair.

Este é o segundo drama com aparelhos de companhias aéreas russas este ano.