Última hora

Última hora

Ucrânia espera famílias dos 170 ocupantes mortos na queda de avião russo

Em leitura:

Ucrânia espera famílias dos 170 ocupantes mortos na queda de avião russo

Tamanho do texto Aa Aa

Foram encontradas as caixas negras do avião russo que se despenhou ontem no Leste da Ucrânia. No local, as prioridades são recolher os restos mortais das 170 vítimas e os indícios que permitam perceber o que se passou. A companhia Pulkovo revelou que entre os 170 ocupantes do aparelho se encontravam 45 crianças e cinco cidadãos estrangeiros de nacionalidade holandesa, francesa, alemã e finlandesa. Mas a lista não é definitiva. O ministro russo dos Transportes, Igor Levetine, chegou ao local do drama antes das famílias e explica que foram criadas duas comissões de inquérito que vão trabalhar em conjunto.

O Tupolev-154 fazia a ligação entre a estância balnear russa de Anapa, no Mar Negro, e São Petersburgo. Despenhou-se no Leste da Ucrânia, depois de, ao que tudo indica, ter tentado uma aterragem de emergência. Moscovo privilegia a tese do mau tempo para explicar o drama.

As famílias das vítimas deslocam-se hoje ao local do acidente, onde serão auxiliadas também por psicólogos. Mas a viagem será difícil assim como o trabalho de identificação dos corpos tendo em conta o estado dos cadáveres. Hoje foi decretado dia de luto na Ucrânia. Na Rússia será amanhã.