Última hora

Última hora

Grupo palestiniano propõe trocar jornalistas por prisioneiros muçulmanos

Em leitura:

Grupo palestiniano propõe trocar jornalistas por prisioneiros muçulmanos

Tamanho do texto Aa Aa

Um vídeo ontem divulgado apresentou as primeiras imagens dos dois jornalistas da Fox News raptados no dia 14 de Agosto em Gaza. Com as imagens, um grupo até agora desconhecido, a Brigada da Santa Jihad, reivindicou o sequestro e deixou um ultimato. A administração norte-americana tem 72 horas para libertar todos os prisioneiros muçulmanos detidos nos Estados Unidos em troca dos dois reféns, o jornalista norte-americano Steve Centanni de 60 anos e o operador de câmara neozelandês Olaf Wiig de 36 anos.

Washington rejeita ceder ao terrorismo e exigiu a libertação imediata dos dois jornalistas. Mahmud Abbas, o presidente palestiniano, afirma desconhecer o grupo, mas diz estar a acompanhar o assunto no sentido de se obter uma rápida libertação e um regresso em segurança dos reféns.

Nos escritórios da Fox News na Faixa de Gaza, os colegas mostraram alívio pelo estado de saúde dos reféns e lançaram também um apelo à libertação. Abed Abu Askar é produtor da Fox na cidade de Gaza.

“Espero que dêem o exemplo e peço por favor que os deixem partir em liberdade”, afirma. O governo do Hamas anuncia também desconhecer a existência deste grupo e condenou o rapto. As forças de segurança palestinianas estão a efectuar buscas no território para tentar descobrir o local onde são mantidos os reféns.