Última hora

Última hora

Síria ameaça fechar fronteira com o Líbano se forças da ONU forem mobilizadas para a zona

Em leitura:

Síria ameaça fechar fronteira com o Líbano se forças da ONU forem mobilizadas para a zona

Tamanho do texto Aa Aa

As ameaças da Síria podem dificultar ainda mais a mobilização das tropas da ONU para o Sul do Líbano. A Síria afirma que fechará a fronteira com o País do Cedro se a força de paz das Nações Unidas for mobilizada junto à sua fronteira. A concretizar-se, o Líbano ficará ainda mais isolado, pois Israel e Síria são os únicos países com quem faz fronteira. O aviso de Damasco foi feito pelo chefe da diplomacia mas também pelo presidente Bachar al-Assad.

Numa entrevista, o chefe de Estado sírio afirmou: “As tropas internacionais na fronteira seriam uma ameaça para a soberania da Síria e do Líbano. Seria nefasto para as relações entre a Síria e o Líbano, até porque os dois países não têm problemas, visto que Damasco não tem tropas no Estado vizinho. É Israel que tem soldados no Líbano”.

A resolução 1701 prevê o reforço da FINUL no terreno e a mobilização total de 15 mil homens a Sul do rio Litani. Uma das exigências de Israel para retirar do Líbano, pôr fim ao bloqueio ao país e impedir o abastecimento de armas ao Hezbollah pela Síria e Irão. Entretanto, prosseguem os esforços diplomáticos para reforçar rapidamente a FINUL. A questão do mandato é ainda o grande problema.

As contribuições estão no centro dos debates em Bruxelas, antes da reunião de amanhã entre chefes da diplomacia. Mas a Itália, o país que mais tropas ofereceu até agora, lançou um novo apelo a um compromisso e à contribuição de outros países para além dos europeus.