Última hora

Em leitura:

63% dos israelitas quer demissão de Olmert


mundo

63% dos israelitas quer demissão de Olmert

Quase dois terços dos israelitas querem a demissão do primeiro-ministro: são 63% a querer que Ehud Olmert abandone o cargo, que ocupa há apenas cinco meses, isto segundo uma sondagem agora publicada. E, apesar do recente anúncio do executivo, de atribuir dois mil milhões de dólares (cerca de mil e 500 milhões de euros) para a reconstrução do Norte de Israel, atingido pela guerra contra o Líbano, a popularidade do governo é a mais baixa de sempre: 74% dos inquiridos está descontente com a actuação do governo.

A saída do ministro da Defesa e do chefe do Estado-Maior do Exército também é desejada pela maioria. Para além da guerra no Líbano, também os escândalos imobiliários e de assédio sexual têm abalado tanto a imagem do primeiro-ministro como a do presidente, Moshé Katsav.

A mesma sondagem traduz uma subida da oposição, de direita, que perdeu as legislativas de Março, mas que poderia ganhá-las se houvesse eleições agora. Mas a grande maioria dos israelitas não deseja eleições antecipadas. Metade da população prefere que os partidos de direita integrem o actual governo. Quanto ao exército, tem a confiança inabalável de 82% dos israelitas.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

gaaga