Última hora

Última hora

Ryanair pede indemnizações ao Estado britânico

Em leitura:

Ryanair pede indemnizações ao Estado britânico

Tamanho do texto Aa Aa

A Ryanair quer que o estado britânico pague a factura do caos causado há cerca de duas semanas por um alerta terrorista, que obrigou ao cancelamento de vários voos. A companhia aérea irlandesa, maior da Europa no sector das chamadas “low-cost”, pede uma indemnização de três milhões de libras, o equivalente a quase 4,5 milhões de euros, pelos danos causados. No entanto, é muito pouco provável que a companhia venha a conseguir algo. O ministério dos transportes já veio a público dizer que a Ryanair não tem qualquer razão neste pedido.

O grupo irlandês incentivou outras companhias afectadas, como a British Airways e a Virgin Atlantic, a fazerem o mesmo, mas por enquanto é a única a ter apresentado queixa. O caos foi causado por um alerta terrorista no dia 10 de Agosto. A polícia desmantelou uma rede que alegadamente pretendia usar explosivos líquidos em voos para os Estados Unidos.

Durante os seis dias seguintes, os principais aeroportos da Grã-Bretanha viram muitos voos cancelados, por causa das apertadas medidas de segurança que foram impostas. As autoridades britânicas dizem que o problema dos atrasos está resolvido e não vai repetir-se, agora que se avizinha uma altura de feriados.