Última hora

Última hora

Socialistas franceses batem-se pela candidatura à presidência da república

Em leitura:

Socialistas franceses batem-se pela candidatura à presidência da república

Tamanho do texto Aa Aa

Os socialistas franceses estão, este fim-de-semana, reunidos em La Rochelle para a chamada Universidade de Verão do partido. Mas se o encontro tem o nome de universidade, não são exactamente os jovens e inexperientes que nela participam, são os grandes nomes à procura de um lugar na corrida à presidência da república em 2007.

Ségolène Royal, presidente da região anfitriã e favorita nas sondagens para a candidatura socialista fez o primeiro discurso, na defesa de uma sociedade mais solidária, mas contou, na sessão inaugural, com a ausência de muitos dos seus rivais. Um deles, o antigo primeiro-ministro Laurent Fabius não tem dúvida: “precisamos de um presidente com experiência e capaz de inovar e é o meu caso”.

Fabius tem experiência governativa, mas Jack Lang também a tem. O mais carismático dos ministros franceses da Cultura, que desde sempre sonhou com o Eliseu, insiste uma vez mais: “candidato sou e candidato serei”. No PS francês é tudo muito claro: há pelo menos seis candidatos à candidatura: Royal, Fabius, Lang, Strauss-Kahn, o próprio fraçois Hollande para já não falar de Lionel Jospin que poderá anunciar esta fim-de-semana o seu regresso à política activa.