Última hora

Última hora

Jornalistas da Fox News em Liberdade

Em leitura:

Jornalistas da Fox News em Liberdade

Tamanho do texto Aa Aa

Os dois jornalistas do canal norte-americano Fox News, raptados no dia 14 em Gaza, estão livres. A libertação do norte-americano Steve Centanni, de 60 anos, e de Olaf Wiig, repórter de imagem neozelandês, de 36 anos, ocorreu ao início da tarde, depois de aparecerem num vídeo em que os dois repórteres referiram ter se convertido ao Islão.

As pouco conhecidas Sagradas Brigadas da Jihad reivindicaram o rapto na quarta-feira e dado até sábado para que muçulmanos detidos plos Estados Unidos fossem libertados sob pena de execução dos jornalistas. O desfecho feliz deste sequestro apenas terá sido possível graças aos esforços do ministro palestiniano do Interior Saeed Seyam.

Os jornalistas deram uma conferência de imprensa no Hotel Beach na cidade de Gaza. Steve Centanni disse esperar que este episódio não assuste um único jornalista e o impeça de vir a Gaza fazer a cobertura de histórias porque os palestinianos são um povo maravilhoso, bondoso e carinhoso, que o mundo precisa descobrir mais. É preciso não ficar desencorajado”, concluiu.

Já Wiig declarou que “vocês (palestinianos) precisam de nós nas ruas e precisam de pessoas que tomem conhecimento das vossas histórias. Apenas acrescento os meus agradecimentos a todos aqueles que trabalharam de forma incansável para nós resgatar, especialmente a minha mulher Anita.” Wiig e Centanni, jornalistas que regressam agora a casa depois de terem sido a própria notícia.