Última hora

Última hora

Annan em Beirute para garantir a paz

Em leitura:

Annan em Beirute para garantir a paz

Tamanho do texto Aa Aa

Ao som de apupos e vivas ao líder do Hezbollah Hassan Nassrallah, Kofi Annan visitou algumas zonas destruídas de Beirute, ao lado do primeiro-ministro libanês Faoud Siniora. O secretário-geral das Nações Unidas iniciou uma semana de intensa actividade diplomática no Médio Oriente em Beirute onde se encontrou com altas individualidades do Estado libanês. Na reunião com Faoud Siniora, Annan debateu assuntos essenciais para a implementação efectiva da resolução 1701 da ONU. Temas como o desarmamento do Partido de Deus, a vigilância da fronteira com a Síria, o fim do bloqueio de Israel, a troca de prisioneiros e detalhes sobre a missão da FINUL.

“Agora é tempo de olhar para o futuro… olhar para o pós-guerra como uma oportunidade para o progresso, a paz e a estabilidade”, declarou o secretário-geral na conferência de imprensa.

Kofi Anan também se encontrou com o ministro libanês da Energia, Mohammed Fneish, que é também um dirigente sénior do Partido de Deus.

A questão mais delicada da resolução da ONU é o desarmamento do Hezbollah, exigido por Israel. Numa entrevista este domingo, o líder do movimento xiita referiu que acata a resolução da ONU e coopera com o exército libanês, mas que não abandona as armas. Annan referiu que este é um problema que tem que ser resolvido internamente.

O secretário-geral da ONU anúnciou também que vai empenhar-se para resolver a questão das “quintas de Sheeba”, que Beirute considera ser seu território e que o Hezbollah usava como argumento para se manter armado no Sul do País. As “quintas de Scheeba” são uma região conquistada por Israel na guerra dos seis dias, mas reconhecida pela ONU como território sírio.